Fonte: Wikipedia

Belo Horizonte é a capital do estado de Minas Gerais. Cercada pela Serra do Curral, que lhe serve de moldura natural e referência histórica, foi a primeira cidade planejada do Brasil. A cidade é uma mistura de tradição e modernidade e destaca-se pela beleza de seus conjuntos arquitetônicos e uma rica produção artística e cultural.

De acordo com estimativas de 2007, sua população é de 2.412.937 habitantes, sendo a sexta cidade mais populosa do país. Belo Horizonte já foi indicada pelo Population Crisis Commitee, da ONU, como a metrópole com melhor qualidade de vida na América Latina e a 45ª entre as 100 melhores cidades do mundo.De acordo com o recente estudo do IBGE, Belo Horizonte é o quinto maior PIB brasileiro representando 1,32% do total das riquezas produzidas no país.

A Região Metropolitana de Belo Horizonte, formada por 34 municípios, possui uma população estimada em 4.934.210 habitantes, sendo a terceira maior aglomeração populacional brasileira e a terceira em importância econômica da indústria nacional.


Na música, merecem destaque o coral Madrigal Renascentista, o movimento Clube da Esquina (do qual fazem parte Milton Nascimento, Beto Guedes, Lô Borges, dentre outros), Paulinho Pedra Azul, Paula Santoro, Makely Ka, e as bandas musicais 14 Bis, Jota Quest, Cartoon, Pato Fu (foto), Sepultura, Skank e Tianastácia.

No teatro, devem ser lembrados o Grupo Galpão, Espanca! e o Giramundo Teatro de Bonecos. Possuem também renome internacional, na área da dança o Grupo Corpo, Grupo 1º Ato. Aqui também surgiram para o Brasil dois nomes conhecidos do teatro de humor brasileiro: Saulo Laranjeira (natural de Pedra Azul) e Geraldo Magela.

Grandes atores de repercussão Nacional são oriundos de Belo Horizonte, como Débora Falabella, Daniel de Oliveira, Priscila Fantin, Bete Coelho, Cássia Kiss e Christiano Junqueira.

Residiram em Belo Horizonte escritores e intelectuais de influência nacional; apenas para citar alguns nomes: Carlos Drummond de Andrade, Pedro Nava, Milton Campos, Fernando Sabino, Otto Lara Resende, Ziraldo, Gustavo Capanema, Emílio Moura, Hélio Pellegrino e Paulo Mendes Campos.

Todos os anos realizam-se em Belo Horizonte os seguintes festivais:

  • "Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua" (FIT)
  • "Festival Internacional de Teatro de Bonecos" (FITB)
  • "Festival Internacional de Dança" (FID)
  • "Festival Internacional de Corais"
  • "Festival de Arte Negra" (FAN)
  • "Campanha de Popularização do Teatro e da Dança", que acontece nos meses de janeiro e fevereiro, quando dezenas de peças teatrais são oferecidas a preços populares à população além de vários festivais de cinema e música, sendo o "Indie - Festival Internacional de Cinema", o "Festival Internacional de Curtas" e o "Pop Rock Brasil", os mais famosos.

Bienalmente são realizados os seguintes festivais:

  • "Encontro Mundial de Artes Cênicas" (ECUM)
  • "Festival Mundial de Circo do Brasil"
  • "Festival Internacional de Quadrinhos" (FIQ) - Maior evento de quadrinhos da América Latina, que em 2007 foi realizado em sua 5ª edição